TRECHO SATSANG JEAN-LUC AYOUN 19 de janeiro de 2019 Não é uma visão da mente, …

Communauté de la Résurrection
TRECHO SATSANG JEAN-LUC AYOUN
 19 de janeiro de 2019
 Não é uma visão da mente, …

TRECHO SATSANG JEAN-LUC AYOUN
19 de janeiro de 2019

Não é uma visão da mente, o Amor permite tudo atravessar. Doença, sofrimento, falta de qualquer coisa. No amor, não se pode querer nada.

Diga qualquer coisa que pareça bonita de se dizer, como as frases de Cristo: « O pássaro se importa com o que vai comer amanhã? » ou «Deixa os mortos enterrarem os mortos. » É um belo conceito teológico. Mas os cristãos o implementaram? De modo algum. Nós o estamos implementando. Não sendo seguidores de qualquer religião ou movimento, nem de qualquer espiritualidade. Por ser real. E a única coisa verdadeira que todos possuímos, com a mesma intensidade, com a mesma riqueza, é o momento presente.

Então, é claro, tem muita gente, como eu disse, que falou sobre o momento presente, mas até a Anaël na época, quando ele me disse hic et nunc, aqui e agora, eu tive que ouvir isso um milhão de vezes, eu não conseguia entender. Eu podia aceitá-lo, mas isso não significava que o estivesse vivendo. Hoje, é diferente. Você aceita isso, você vive isso. Mesmo sem entender nada.

Cabe a vocês experimentarem. Compreenderão que quanto mais estiverem, não num serviço obrigatório, mas num serviço que é obrigado pelo Ágape, não por vocês, não é o vosso poder e a vossa vontade, é o poder absoluto do Amor e a vontade absoluta do Amor que vos faz viver isso. Dê o primeiro passo e verá que não lhe posso dizer melhor, não posso dar esse passo por vocês.

Por outro lado, eu disse, e sempre dizia a todo o mundo, o que todos os grandes mestres disseram, o que eu disse há algumas semanas atrás, que apenas você mesmo e você sozinho pode dar o último passo, mas isso não é mais verdade. Porque, como estamos um no outro, e cada vez mais, e como a Matriz Crística está cada vez mais implantada e estruturada no sentido da liberdade, hoje, pegue alguém em seus braços, você vai colocá-lo em Ágape.

Você não precisa falar com ele sobre Ágape, sobre os circuitos energéticos, dos chakras, das vibrações, de Maria, de Anael, da Confederação Intergaláctica. Eles estão aí, nos nossos céus. Eles não vêm para nos salvar, na verdade, somos nós que vamos salvá-los. (Risos) Não porque sejamos superiores, mas porque estamos efetivamente no mais baixo da escala. Mas se estamos no mais baixo, entre aspas, desta escala que não existe, é porque já estivemos no mais alto.

Você só podes experimentar. Faz a experiência, tenta. Tenta a confiança, tenta o abandono.

Laisser un commentaire